4 dicas para administrar as áreas comuns do condomínio

administrar as áreas comuns do condomínio

Olá, tudo bem? Aqui é da Total, e hoje estou aqui para te dar algumas valiosas dicas para administrar as áreas comuns do condomínio!

Você, síndico, já se perguntou sobre o que fazer para que a administração das áreas comuns do condomínio seja impecável?

Sobre como tornar a sua gestão mais assertiva e evitar falhas?

Você não é o único. E, inclusive, creio que este texto te ajudará a entender algumas coisas, e esclarecerá suas dúvidas.

Vamos lá?

Administrar as áreas comuns do condomínio pode ser uma tarefa difícil, principalmente para o síndico iniciante, que não conhece muito bem a rotina da profissão, nem entende como devem ser realizadas certas tarefas. Mas, não precisa ser assim! Confira as dicas a seguir.

Dicas para administrar as áreas comuns do condomínio

1- Sem planejamento, o condomínio não funciona!

Planejar é o segredo para o sucesso. Sem planejamento, nada funciona! Por isso, é importantíssimo ter tudo anotado e programado dentro de uma agenda digital (não de papel, já que esse tipo de coisa pode se perder facilmente).

Tenha controle sobre as datas de todos os reparos que precisam ser feitos. Analise as datas e tenha tudo agendado, independentemente da periodicidade dessas manutenções.

Vamos estudar um pouco mais sobre a administração do seu condomínio? Leia este post feito para você: Administração de condomínios residenciais e comerciais

2 – Fornecedores – é preciso administrá-los!

Afinal, sem pesquisa é impossível saber quais são os melhores fornecedores, quais os preços mais baixos e quais deles podem ser mais vantajosos para o seu negócio.

Por isso, administrar quem fornece os materiais, produtos e serviços para o seu condomínio é uma das mais importantes dicas para administrar as áreas comuns do condomínio. É importante verificar a reputação dos seus fornecedores, se a mão de obra é qualificada, se a entrega acontece no prazo etc.

3 – Monitore cada equipamento e área comum, o tempo todo!

Se você não monitora as áreas comuns do seu condomínio, dificilmente conseguirá ter controle sobre o que acontece, sobre a condição das fachadas, sobre a manutenção dos equipamentos, limpeza etc.

É bom ter tudo isso em uma planilha, onde cada aba representa uma área comum diferente, ou mesmo um serviço a ser realizado, como por exemplo:

Aba manutenção:

  • Área comum 1;
  • Área comum 2;
  • Área comum 3.

Aba custos:

  • Área comum 1;
  • Área comum 2;
  • Área comum 3.

E assim por diante! No final, a escolha de como organizar isso é sua. Só tenha em mente que é preciso considerar:

  • As áreas de lazer do condomínio;
  • As fachadas;
  • A caixa d’água, pois esta é de uso comum;
  • O gás, pelo mesmo motivo que a caixa d’água;
  • O sistema elétrico.

Sabia que você precisa prestar contas do seu condomínio? Vamos ler sobre isso neste post. CONFIRA AGORA: Prestação de contas em condomínios

4 – Deixe os moradores cientes!

Porque quando você não conversa com os moradores, as dicas para administrar as áreas comuns do condomínio não são tão úteis quanto deveriam, já que cada morador precisa saber das regras para a utilização das áreas comuns.

Por isso, respeite o que é definido na convenção, garanta que a comunicação entre todos os moradores esteja alinhada e obtenha sucesso com a sua gestão!

Seja diferente, inove, evolua, inscreva-se em nossa newsletter !

Essas foram as nossas dicas para administrar as áreas comuns do condomínio. Lembre-se de sempre ter bastante cuidado com a transmissão das mensagens e avisos para os condôminos, fornecedores e envolvidos, participe ativamente da rotina diária do condomínio e tenha sucesso para a sua gestão!

Em caso de dúvidas, entre em contato com a Total! Nós podemos te ajudar a transformar a sua gestão e evitar os desafios dessa profissão. Interessado? Leia mais sobre o que fazemos aqui!

Sucesso e até a próxima.