Como blindar o patrimônio? Constituindo uma holding patrimonial!

Constituindo uma holding patrimonial

Ter algum patrimônio em um país onde a legislação está sujeita a mudanças complexas e súbitas pode ser um verdadeiro pesadelo, não é mesmo? Por conta disso, é fundamental saber como blindar o patrimônio no Brasil.

As mudanças que acontecem na lei, principalmente aquelas que parecem surgir “da noite para o dia”, são as grandes responsáveis por mudanças igualmente súbitas no valor daquilo que você possui, e essa situação se acentua ainda mais em momentos de fragilidade política e instabilidade econômica.

Complicado, não é?

Administrar um grande patrimônio é algo que traz consigo grandes riscos, e possibilita que o empresário sofra consequências por não ter seu patrimônio devidamente protegido. E eu tenho certeza de que proteção é uma das palavras que você mais quer para a sua vida!

Questões tributárias, a possibilidade de apropriação por terceiros – e eventual usurpação – (no caso de bens imóveis) e outros vários desafios que podem vir a aparecer são, sem dúvida alguma, perigos que podem – e devem – ser evitados a todo custo, principalmente quando a maneira mais prática para isso está tão próxima de ser a sua nova realidade. Sim, estou falando de uma holding patrimonial!

Como blindar o patrimônio – como funciona a holding patrimonial?

O trecho abaixo se refere a um outro post da Total, que fala dos benefícios da Holding. Confira, abaixo, uma pequena descrição do que é uma holding e do porquê da sua utilização crescer com o tempo.

Uma holding é uma empresa que possui a maioria das ações de outras empresas e detém o controle de sua administração e políticas empresariais. Ou seja, é uma empresa que controla outras empresas.

Para as famílias que possuem uma ou mais organizações, é possível criar um holding familiar – uma empresa que possui controle sobre o patrimônio de uma ou mais pessoas físicas de uma mesma família que possuem bens e participações societárias em seus nomes. Todo esse patrimônio passa a ser gerenciado por uma sociedade composta pelos membros da família.

Entendeu? Então, basicamente, é como se a holding fosse uma grande cabeça, cuja principal função é controlar os demais braços.

E quando falamos em como blindar o patrimônio, essa é, sem dúvida alguma, uma das formas mais efetivas – e possivelmente econômicas – de fazer isso. Clique no link abaixo e leia mais sobre as vantagens da holding, além de conferir o texto ao qual o trecho acima pertence!

Leia tambem: O funcionamento de uma holding familiar – entenda!

Blindagem Patrimonial – por que e como fazer?

Imagine proteger seu patrimônio sob o manto de uma pessoa jurídica, isto é, uma empresa. É justamente isso que a Holding Patrimonial fará por você (de forma bem resumida, visto que existem outras inúmeras vantagens).

Isso impede que, por exemplo, seus bens sejam tomados em decorrência de ações na justiça e outros problemas jurídicos, com regras de impenhorabilidade e incomunicabilidade.

Para começar, basta ter a intenção de constituir uma holding patrimonial.

Você precisará:

  • Escolher o modelo da sua holding;
  • Contar com o auxílio de uma assessoria contábil.

Parece simples? Pois, é! O processo é muito menos complexo do que se imagina, e se torna bastante vantajoso também. Os benefícios são vários!

Você pode conferir mais sobre os modelos de holding clicando no link abaixo: Modelos Societários em uma Holding – como escolher o ideal?

Seja diferente, inove, evolua, inscreva-se em nossa newsletter !

Viu só? Começar uma holding é uma excelente forma de como blindar o patrimônio, e você pode contar com a Total para constituir a sua!

Em caso de dúvidas, fale conosco.

Sucesso e até a próxima.